Brasil terá as primeiras máquinas de autoatendimento para compra e venda de criptomoedas

Brasil terá as primeiras máquinas de autoatendimento para compra e venda de criptomoedas

As Bitcoin Teller Machines (BTMs), da Coin Cloud, estarão disponíveis inicialmente em São Paulo e Rio de Janeiro 

A Coin Cloud, empresa criada em 2014 nos Estados Unidos para facilitar o acesso de pessoas a criptomoedas, acaba de trazer para o Brasil suas BTM, máquinas de autoatendimento que permitem fazer transações de compra e venda de 29 tipos diferentes de criptoativos. 

O funcionamento do equipamento é muito simples, semelhante ao dos caixas eletrônicos, com todas as instruções na tela em Português. O primeiro passo é digitar o número do celular na máquina, que enviará um código de verificação por SMS para o telefone cadastrado. Feito isso, basta digitar o código na BTM, escolher a criptomoeda que quer comprar e inserir o dinheiro na máquina. O crédito em criptomoeda é feito instantaneamente na carteira digital do usuário. O serviço também é acessível a todos os públicos, já que o valor mínimo para transação é de 10 reais para compra e 50 reais para venda. 

Além disso, a Coin Cloud disponibiliza uma rede de comunicação com o usuário brasileiro que inclui serviço de atendimento ao consumidor (SAC) via e-mail, telefone 0800, WhatsApp e redes sociais (Instagram, LinkedIn e Facebook), a fim de esclarecer qualquer dúvida referente à operação. 

Inicialmente, serão instaladas nove BTM em São Paulo, em bairros como Jardins, Itaim Bibi, Pinheiros, Brooklin e Vila Andrade, além de Alphaville e Sorocaba, e uma na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. 

“O Brasil é o primeiro país que terá nossas BTM fora dos Estados Unidos, onde operamos há seis anos e mantemos 1010 máquinas em funcionamento, em diversos locais”, afirma Chris McAlary, CEO da Coin Cloud. “Uma das motivações para levar a Coin Cloud para o Brasil é que os brasileiros têm grande interesse por criptomoedas. Uma pesquisa recente, publicada pela Forbes, coloca o país em segundo lugar em porcentagem de pessoas que possuem criptomoedas, atrás apenas da Turquia.” 

O executivo ressalta que a empresa opera com 100% de máquinas bidirecionais, para compra e venda de criptomoedas. “Segundo relatório da Coin ATM Radar, de julho de 2020, existem aproximadamente 8.613 BTM em todo o mundo, das quais 68% são máquinas unidirecionais, somente venda, enquanto as bidirecionais representam cerca de 32% do mercado. Isto porque as bidirecionais, como as da Coin Cloud, precisam de manutenção extra, entre outros cuidados”. 

Para McAlary, a BTM vai facilitar a difusão desse mercado crescente entre as pessoas que têm interesse, mas ainda não tiveram a iniciativa e/ou a oportunidade de fazer uma compra de criptomoeda de forma simples e segura. “A maioria das pessoas opta por bitcoin, mas há 28 altcoins disponíveis em nossas máquinas”, diz. 

Ele afirma ainda que a empresa mantém uma rígida política de segurança e prevenção contra fraudes. “Temos um forte KYC (conheça seu cliente) que permite, por exemplo, pausar uma transação e solicitar que o cliente ligue para o suporte em caso de qualquer atividade suspeita. Também exigimos mais informações, à medida que ele realiza transações vultosas com a Coin Cloud. Além disso, cada transação é monitorada por nossa equipe de Compliance.” 

“Para fazer transações de pequenas quantidades de criptomoedas, é preciso somente um número de telefone celular e o CPF. São as chamadas contas não verificadas. No caso de valores maiores, uma camada extra de proteção é adicionada e o sistema exige a abertura de uma conta verificada, que requer documento e foto (selfie). Isso permite que a máquina verifique a identidade do usuário antes da transação”, explica. 

Outra facilidade oferecida pela empresa se refere à venda de grandes quantias de criptomoedas. Por meio do aplicativo Coin Cloud Wallet é possível reservar dinheiro em uma máquina específica por até 48 horas. O aplicativo também mostra todos os BTM mais próximos e informa o valor máximo que se pode vender em cada máquina. 

Coin Cloud no Brasil 

Isabela Rossa, responsável pela área de Desenvolvimento de Negócios Internacionais da Coin Cloud, explica que a empresa manterá uma base instalada no Brasil, com funcionários locais e atendimento ao cliente em Português, feito por meio de diversas plataformas. “Começamos em São Paulo e Rio de Janeiro, com planos de expandir a operação para Belo Horizonte, Brasília e Goiânia, além de outras cidades no Estado de São Paulo, nos próximos seis meses”, revela. 

“Nosso objetivo é dar uma opção de investimento aos brasileiros de qualquer idade, de forma simples, rápida, segura e sem burocracia”, afirma Isabela. Para tanto, ela recomenda que o interessado em ingressar nesse mundo de criptomoedas pesquise o tema e encontre o que melhor se adapta às suas expectativas, pois existem dezenas de moedas digitais disponíveis no mercado. O iniciante também precisará ter um aplicativo de carteira digital, que é oferecido gratuitamente pela Coin Cloud via IOS e Android. 

“É importante salientar que praticamente todos os investimentos em mercados financeiros tradicionais ou digitais oferecem certo risco. Portanto, é fundamental que todo investidor se informe sobre as operações pretendidas e, no caso das criptomoedas, se familiarize com os termos básicos mais usados no mercado. Essas informações são facilmente encontradas na internet”, aconselha a executiva. 

Coin Cloud 

A Coin Cloud foi criada em 2014 nos Estados Unidos para atuar no mercado de moedas digitais. Ela opera a Bitcoin Teller Machine (BTM), equipamento 100% bidirecional de autoatendimento que possibilita realizar transações (compra e venda) de diversas criptomoedas. A empresa mantém 1010 BTM em funcionamento no território americano e inicia sua primeira operação internacional no Brasil. 

www.coincloud.com.br 

Aproveite para saber mais sobre Criptoativos e sobre como fazer a declaração dessas criptomoedas clicando aqui

ContábilPlay

ContábilPlay

Contábil Play é uma plataforma de cursos online nas áreas fiscal, trabalhista, contábil e tributária. Acompanhe atualizações no site com notícias e informações relevantes.